• SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DO ESTADO DE SERGIPE

NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe – SINPOL SERGIPE, vem a público apresentar seu repúdio ao policial civil delegado ALEXANDRE PIRES.

03/08/2018

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe – SINPOL SERGIPE, vem a público apresentar seu repúdio ao policial civil delegado ALEXANDRE Sérgio Bezerra e PIRES, o qual, segundo narrado pelo também policial civil agente SILVIO DANIEL Florentino Pereira, segundo o qual, apresentou uma atitude descabida, grosseira e presunçosa durante a apresentação de um elemento detido por SILVIO DANIEL, em razão de uma confusão ocorrida num condomínio, a qual necessitou da sua intervenção como policial, por conta do causador da discórdia ter ameaçado o porteiro do referido condomínio e, em seguida, o próprio agente de polícia.

Segundo a narrativa feita por SILVIO DANIEL, através de um áudio enviado pelas redes sociais aos seus amigos, a confusão teria sido gerada por causa da proibição da entrada de um veículo no condomínio e o rapaz fez, inclusive, ameaças de morte ao porteiro, o que ensejou a interferência do agente de polícia, em estrito cumprimento do dever legal.

Uma guarnição da Rádio Patrulha foi chamada ao local, policiais militares também foram ameaçados, mas conduziram o elemento para a 4ª DM. Ainda segundo SILVIO DANIEL, já dentro da delegacia, perguntou se o conduzido teria coragem de repetir as ameaças ali dentro e imediatamente rechaçado por um rapaz, que gritou para que SILVIO DANIEL ficasse calado. Ao se identificar como policial civil, seu interlocutor gritou que era delegado e, mesmo antes de se inteira do assunto, começou a tratar o agente como o vilão da história.

Convém frisar que SILVIO DANIEL sequer é nosso filiado, mas como nós, é policial civil da base da nossa instituição, comprovadamente um cidadão de bem, com prestação de relevantes serviços ao Estado de Sergipe, desde a participação nas prisões de perigosos facínoras, como também pela sua passagem pela Academia de Polícia Civil do Estado de Sergipe – Acadepol/SE, onde foi instrutor de pelo menos 12 turmas de agentes e escrivães oriundos do último concurso público, gozando de todos prestígio imensurável.

Os procedimento de apuração estão sob o encargo da Corregedoria de Polícia Civil do Estado de Sergipe, mas colocamos também a Assessoria Jurídica do nosso sindicato para acompanhar os fatos e ajudar no seu esclarecimento da forma mais ampla.


Veja também

REFORMA TRABALHISTA Centrais pedem suspensão da sessão do TST sobre revisão das Súmulas

REFORMA TRABALHISTA Centrais pedem suspensão da sessão do TST sobre revisão das Súmulas

05/02/2018 - As centrais sindicais pedem ao presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Ives Gandra Martins Filho, que cancele ou suspend...

Dieese: O que gera emprego é investimento do governo, não é reforma

Dieese: O que gera emprego é investimento do governo, não é reforma

30/10/2017 - por Estefania de CastroAo contrário do que dizem as entidades patronais, a Reforma Trabalhista não vai gerar emprego, mas...

Sinpol participa  do XVII Congresso da Cobrapol

Sinpol participa do XVII Congresso da Cobrapol

04/09/2017 - Os diretores do Sinpol,  Jorge Henrique e Claudio Santos estão participando do  XVII Congresso da Confederaçã...

Quem é Fernando Segovia, o novo diretor-geral da PF

Quem é Fernando Segovia, o novo diretor-geral da PF

08/11/2017 - Em maio de 2016, o Brasil descobriu o conteúdo de uma conversa entre o senador Romero Jucá (PMDB-RR) e o ex-presidente da Tran...

Você já é um filiado do Sinpol-SE?