• SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DO ESTADO DE SERGIPE

SINPOL SERGIPE na cerimônia de nomeação de mais 50 novos Policiais Civis.

Mais uma grande conquista para todos. Agora temos 247 egressos do último curso de formação e vamos continuar lutando para que todos sejam nomeados.

13/04/2018

O Sinpol esteve presente, na manhã de hoje, 13, na cerimônia de assinatura do Decreto que autorizou a nomeação de mais 50 policiais civis para reforçar, principalmente, as  ações ligadas às delegacias plantonistas e departamentos como o Dipol e o de Homicídios.

O evento aconteceu no Palácio de Governo e teve a presença das principais autoridades ligadas à área da segurança. Com a nomeação dos 50 novos policiais civis (agentes de Polícia Judiciária), será ampliado o atendimento policial no interior. O objetivo é atender as populações do Agreste e do Sertão. 

Atualmente, três delegacias funcionam no interior. Após a convocação, serão 11 delegacias plantonistas, facilitando o atendimento à população. Além disso, a distância é encurtada ao passo que não deixamos a população de outras localidades desguarnecidas caso o policial precise sair.

“A convocação desses 50 policias para aumenta a capacidade de investigação da nossa Divisão de Inteligência, que é uma das melhores do Brasil. Nós vamos colocar mais analistas dentro do próprio Dipol, colocar no Centro de Operações Especiais, no Departamento de Homicídios. Vamos criar um local de crime em Itabaiana e aumentar nossa capacidade de investigação, principalmente contra o tráfico de drogas”, resumiu o secretário de Estado de Segurança Pública João Eloy.

De acordo com a delegada geral da Polícia Civil, Katarina Feitoza, as delegacias do interior também serão ampliadas, com novas unidades nas cidades de Itabaiana, Estância, Lagarto, Propriá, Glória, Maruim, Tobias Barreto, Carira, Neópolis, Dores e Canindé. "Passaremos de três unidades abertas no interior aos finais de semana para 11 abertas diuturnamente. Este investimento custa em média R$ 400 mil, e representa um grande investimento”, disse.

Sinpol comemora – A nomeação foi comemorada pelo presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe – Sinpol, representado  pelo presidente João Alexandre Fernandes e o vice-presidente José Luiz de Carvalho.

 Para João Alexandre, “com esses 50 homens e mulheres teremos um pequeno, mas seleto reforço nas delegacias de polícia, principalmente no Interior do Estado onde a situação é bem mais crítica, pois ainda existem equipes de policiais civis agentes, policiais civis delegados e policiais civis escrivães, acumulando responsabilidade de três delegacias”.

 João Alexandre Fernandes acredita que agora percebe que os outros 97 policiais serão nomeados em curto espaço de tempo. No dia 30 de março de 2016, o então governador Jackson Barreto empossou os primeiros novos policiais civis oriundos do concurso público de 2014 e egressos de um dos melhores curso de formação policial de todos os tempos, que teve o custo de 1 milhão e meio de reais.

 Inicialmente foram nomeados 20 escrivães e 100 agentes de Polícia Judiciária. De lá para cá, o processo de nomeações chegou até ter um calendário divulgado à época, entretanto o cronograma inicial não foi obedecido, ocorreu de forma lenta e penosa para quem aguardava a oportunidade de trabalhar, fazendo valer o conhecimento que fora adquirido na Acadepol.


Veja também

Corrida desenfreada dos golpistas para aprovar a reforma da Previdência

Corrida desenfreada dos golpistas para aprovar a reforma da Previdência

13/12/2017 - O PMDB e o PSDB, juntamente com outros partidos que jogam contra os interesses da população brasileira se reúnem todos ...

Parlamentares querem criar fundo de segurança, aponta jornal

Parlamentares querem criar fundo de segurança, aponta jornal

13/11/2017 - Em discussão no Congresso, senadores devem levar à votação um projeto de criação de um Fundo Nacio...

Dieese: O que gera emprego é investimento do governo, não é reforma

Dieese: O que gera emprego é investimento do governo, não é reforma

30/10/2017 - por Estefania de CastroAo contrário do que dizem as entidades patronais, a Reforma Trabalhista não vai gerar emprego, mas...

Ao intervir no Rio, Temer bota segurança no centro da eleição

Ao intervir no Rio, Temer bota segurança no centro da eleição

19/02/2018 - Michel Temer quer a reeleição, para defender o legado de seu governo, como tem dito por aí o ministro do Esporte, Leona...